Estrutura espacial e processos ecológicos: o estudo da fragmentação dos habitats

Maria Laranjeira

Resumo


O presente artigo revê a relação entre alguns conceitos e pressupostos fundamentais para a atual investigação ecológica e biogeográfica que, desde meados de 1980, se tem vindo a centrar no estudo do regime e dos efeitos das perturbações ambientais, naturais e antrópicas, sobre espécies e comunidades biológicas. Salienta-se a afirmação crescente da Ecologia da Paisagem, disciplina que enfatiza a importância da heterogeneidade espacial e das relações recíprocas entre os padrões espaciais da paisagem e os processos ecológicos, sobretudo no contexto de uma perturbação como a da fragmentação dos habitats. A base conceptual e os resultados dos principais modelos de simulação espacial e dos estudos empíricos que permitem destrinçar a importância da perda do habitat relativamente à configuração espacial do habitat são sintetizados e discutidos.

http://dx.doi.org/10.17127/got/2012.1.003

 

Data de submissão: 2012-06-01

Data de aprovação: 2012-06-30

Data de publicação: 2012-06-30

 


Texto Completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Entidades Patrocinadoras