ESTUDOS DE MORFOLOGIA COMO SUBSÍDIO PARA A QUALIFICAÇÃO DO ESPAÇO EDIFICADO: TIPOLOGIA DE QUARTEIRÕES

INARA PAGNUSSAT CAMARA, Joselaine Tesk

Resumo


Este trabalho apresenta um estudo da morfologia urbana de Videira, Brasil, enquadrando a evolução dos traçados da forma urbana enquanto processo e, da fabricação da cidade enquanto objeto. O objeto de estudo foi escolhido devido a particularidades como: grande similaridade formal-funcional com outras cidades brasileiras e europeias, cidade produzida a partir do século XX, com forte presença hídrica ou estrada de ferro como eixo viário estruturante e topografia como elemento matriarcal de formação. Entendemos que existe uma lacuna na compreensão da formação de cidades pós século XX, fragmentando os elementos da forma urbana para compreensão do desenho da cidade. O objetivo principal é compreender a evolução temporal  e gerar modelos que possam ser utilizados como  parâmetros de desenhos de quarteirões focados na geografia dos sítios, contribuindo com o planejamento urbano de loteamentos habitacionais mais análogos na distribuição dos lotes. O método utilizado parte de um compêndio de conceitos teóricos e práticos, com foco na classificação da forma urbana revisada por diversos autores, com predomínio da escola de morfologia urbana inglesa: (1) relação do traçado com expressão física do sítio, (2) principais elementos de suporte a composição e; (3) forma dos quarteirões e lotes. Os resultados preliminares permitem identificar quarteirões com formatos predominantemente irregulares e padrões de lotes muito diversos, vias de circulação com perfil sinuoso ou pouco homogêneo e com diversos problemas estruturais, refletindo a necessidade de lotes adaptados à topografia.

Palavras-chave: Morfologia urbana; Parcelário; Quarteirões; Topografia

Data de submissão: 2021-10-19

Data de aceitação: 2022-07-15

Data de publicação: 2022-07-28



Texto Completo: 007

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Entidades Patrocinadoras